O MINISTÉRIO DA SAÚDE ESCLARECE:

 

  • Toda gestante em trabalho de parto (presença de contrações uterinas regulares + dilatação cervical progressiva a partir dos 4 cm de dilatação cervical) deve ser  internada para assistência hospitalar.

 

  • A duração do trabalho de parto pode variar de gestante para gestante como por exemplo::

     - nas primíparas dura em média 8 horas e é pouco provável que dure mais que 18h;

     - nas multíparas dura em média 5 horas e é pouco provável que dure mais que 12h.

-

DIRETRIZES NACIONAIS DE ASSISTÊNCIA  AO NORMAL

 

BEM-ESTAR MATERNO

 

  • As mulheres devem ter acompanhantes de sua escolha durante o trabalho de parto, parto e nascimento de seu filho;
  • A equipe deverá solicitar permissão à mulher antes de qualquer procedimento e observações, focando nela e não na tecnologia ou documentação;
  • Mulheres em trabalho de parto que não apresentarem fatores de risco iminente

para anestesia geral podem receber uma dieta leve;.

  • Os métodos não farmacológicos de alívio da dor devem ser oferecidos à mulher durante o trabalho de parto;
  • A deambulação e a mudança de posição  devem ser encorajados durante o trabalho de parto..
     

BEM ESTAR FETAL

 

  • Ausculta intermitente deve ser realizada com ausculta utilizando o estetoscópio de Pinard ou sonar Doppler;
  • Realizar e registrar a ausculta antes, durante e imediatamente após uma contração, por pelo menos 1 minuto e a cada 30 minutos;
  • Logo após o nascimento o bebê deverá ser colocado em contato pele a pele com a mãe;
  • Amamentação na primeira hora de vida deve ser encorajada e apoiada pela equipe e acompanhante.

 

SITUAÇÕES ESPECIAIS

 

RUPTURA PREMATURA DE MEMBRANAS NA GESTAÇÃO DE TERMO

 

  • Se houver dúvida em relação ao diagnóstico de ruptura das membranas realizar um exame especular;
  • Evitar toque vaginal na ausência de contrações;
  • O risco de infecção neonatal grave é de 1%, comparado com 0,5% para mulheres com membranas intactas e 60% das mulheres com ruptura precoce de membranas no termo entrará em trabalho de parto dentro de 24 horas;
  • A indução do trabalho de parto é apropriada dentro das 24 horas após a ruptura precoce das membranas;
     

ELIMINAÇÃO DE MECÔNIO IMEDIATAMENTE ANTES OU DURANTE O TRABALHO DE PARTO

 

  • Não existem evidências para recomendar ou não recomendar a cesariana apenas pela eliminação isolada de mecônio durante o trabalho de parto;
  • A ausculta fetal intermitente deverá ser utilizadas para avaliação do bem-estar fetal diante da eliminação de mecônio durante o trabalho de parto;
Imagem1.png
Imagem2.png